sábado, 13 de setembro de 2014

Chama Crioula chega hoje em Santana do Livramento para dar início aos festejos farroupilha




Na tarde deste sábado (13) às 17h, acontece a chegada da Chama Crioula no Parque do Sindicato Rural para dar início à Semana Farroupilha. No último dia 31 de agosto o Grupo Santanense de Cavalgada recebeu em Cruz Alta, a centelha da Chama Crioula, e iniciou a trajetória no mesmo dia. Trinta cavalarianos estão chegando neste sábado no Município com a Chama após 14 dias de cavalgada.

Já a abertura oficial da Semana Farroupilha acontecerá no domingo (14), às 9h no Galpão Binacional, localizado no Parque Internacional. Todas as entidades tradicionalistas do Município estarão recebendo os gaúchos com comidas típicas durante a semana que encerra com o desfile internacional no dia 20 de setembro.

Diversas festividades estão programadas para ocorrer durante toda a semana como palestras culturais, apresentações de grupos de danças gaúchas, visitas das escolas às entidades tradicionalistas, programação que pode ser conferida a seguir.

13/09
17:00 - Chegada da Chama Crioula - Parque do Sindicato Rural

14/09

09:00 - Abertura Oficial - Galpão Binacional – Parque Internacional
15:00 - 1º Canto Piá Galponeiro - PT Maragatos e Chimangos
16:00 - Canto Família Brederman/Agrupación La Criolla - Galpão Binacional
17:00 - Ballet Folclórico – Casa de Cultura - Galpão Binacional
20:00 - Celebração Crioula - CTG Presilha do Pago
21:00 - Jantar Baile com Julio Muniz - CTG Crioulos da Fronteira
Jantar Show com Rodrigo Pedroso - PTG Tropeiros da Tradição
Jantar Baile - Fogão Rodeio dos Gaudérios
22:00 - Show com Nelson Cardoso - MN Coxilha de Santana
Show com Nilton Ferreira - Fogão Negrinho do Pastoreio
Show com Daniel Cavalheiro - PTG Tropeiros da Tradição
Show com Marines Siqueira - PT Maragatos e Chimangos
Bailes de 14 a 19 com Vinicius Munhoz e Alma de Vaneira - CTG Rincão da Carolina
23:00 - Baile de Abertura Chiquito e Bordoneio - DTG Lenço Branco

15/09

17:00 - Recital “El Malacara”, entre outros – Agrupación El Malacara - Galpão Binacional
20:00 - Festival Gildo de Freitas - PT Maragatos e Chimangos
22:00 - Show com Leonel Gomes - MN Coxilha de Santana
Jantar Dançante - PTG Tradição e Folclore
Show com Edson Vargas - CTG Crioulos da Fronteira
Show com o Grupo Marcas do Rio Grande - PTG Jaime Caetano Braun
Show com Erlon Pericles - GT Tropeiro Velho
23:00 - Baile com o Grupo Gaitaço Tchê - MN Coxilha de Santana

16/09

14:00 - Oficina de Brinquedos - Fogão Rodeio dos Gaudérios
15:00 - Oficina de Costura e Bordados/Coser e Bordar é só Começar - CTG Presilha do  Pago
15:00 - “La Redota” con 24 integrantes de Minas de Corrales”Apresenta: Un gato, Una Chacarera y el Pericón Nacional - Galpão Binacional
19:00 - Show com Robson Garcia - Galpão Binacional
21:00 - Jantar Baile com Grupo Criado em Galpão e Walter Moraes - CTG Presilha do Pago
22:00 - Show com Joca Martins - MN Coxilha de Santana
Show com Julio Muniz - CTG Rincão da Carolina

17/09

14:00 - Festival Inter Escolas - Galpão Binacional
Danza Criolla Director Luis Rodriguez – Agrupación Evangelica
19:00 - Audiência Crioula - CTG Presilha do Pago
Show Jhonata Almeida e Grupo - Parque Internacional
22:00 - Show Grupo Querência - CTG Sinuelo do Caverá
Show Adair de Freitas - PT Maragatos e Chimango
Show com Udo Gutebier - Fogão Rodeio dos Gaudérios
Jantar Baile Grupo Crioulo de Marca - CTG Princesa Izabel

18/09

16:00 - Chá das Prendas - PTG Tropeiro Velho
Sidiney Canabarro y el Grupo Mercosur/ Agrupación Gauchos del Mercosur - Galpão Binacional
17:00 - Luis Miguel Echegaray Cosella interpreta el Poema “El GAUCHO” . Representa la VILLA Minas de Corrales(LAURELES) - Galpão Binacional
19:00 - Show Grupo Reculuta Campeira - Galpão Binacional
21:00 - Jantar Baile com Julio Muniz - CTG Crioulos da Fronteira
23:00 - Baile com o Grupo Gaitaço Tchê - MN Coxilha de Santana

19/09

08:00 - Café de Chaleira/Finalizações Carros Temáticos/Eu Sou do Sul - CTG Presilha do Pago
15:00 - Escola do Chimarrão/Liliane Pappen - Galpão Binacional
Mateada Farroupilha - Galpão Binacional
18:00 - Show Entre Cordeonas e Guitarras - Galpão Binacional
21:00 - Jantar com Apresentações Artistícas Grupo de Danças da Entidade e Grupo de Danças Folclóricas de Piriápolis - CTG Presilha do Pago
22:00 - Show com Jari Terres - Show com Jari Terres
Show com Maurício Gaúcho - CTG Presilha do Pago
Show Juliano Moreno - MOVIMENTO CULTURAL_ Os Tauras

20/09

09:00 - Desfile Tradicionalista e Temático - Rua dos Andradas e A. Sarandi
17:00 - Encerramento da Semana Farroupilha 2014 - Galpão Binacional

CASEREADA GALPÃO BINACIONAL – PARQUE INTERNACIONAL  –  14 A 20 DE SETEMBRO DE 2014 

01 - CTG FRONTEIRA ABERTA                                                                                                                     14/09        10:00 às 14:00
02 - CTG PRINCESA IZABEL                                                                                                                                          14:00 às 18:00
03 - CTG RINCÃO DA CAROLINA                                                                                                                                    18:00 às 22:00
04 - CTG SINUELO DO CAVERÁ                                                                                                           14/09 – 15/09     22:00 às 02:00
05 - CTG PRESILHA DO PAGO DA VIGIA/PT MARAGATOS E CHIMANGOS                                                                  02:00 às 06:00
06 - CTG CRIOULOS DA FRONTEIRA                                                                                                                              06:00 às 10:00
07 -  CTG ESTÂNCIA VELHA DA TRADIÇÃO/ CTG  PONTEIROS DO RIO GRANDE/ PTG TROPEIROS D TRADIÇÃO  10:00 às 14:00
08 – PTG JAIME CAETANO BRAUM                                                                                                                                14:00 às 18:00
09 - G.T. NASCENTE DO IBIRAPUITÃ                                                                                                                              18:00 às 22:00

Fonte : Jornal A Platéia
http://www.aplateia.com.br/VisualizarNoticia/3834/chama-crioula-chega-hoje-ao-municipio-para-dar-inicio-aos-festejos-.aspx 

sexta-feira, 12 de setembro de 2014

Ordem do Desfile de 20 de Setembro em Santana do Livramento

Ordem do Desfile de 20 de Setembro em Santana do Livramento



ORDEM DE DESFILE – 20 DE SETEMBRO DE 2014
01 - BRIGADA MILITAR
02 - CTG FRONTEIRA ABERTA
03 - CTG PRINCESA IZABEL
04 - CTG RINCÃO DA CAROLINA
05 - CTG SINUELO DO CAVERÁ
06 - CTG PRESILHA DO PAGO DA VIGIA
Entidade filiada ao CTG:  - PT MARAGATOS E CHIMANGOS
07 - CTG CRIOULOS DA FRONTEIRA
08 -  CTG ESTANCIA VELHA DA TRADIÇÃO - CTG PONTEIROS DO RIO GRANDE - PTG TROPEIROS DA TRADIÇÃO
09 – PTG JAIME CAETANO BRAUN
10 - G.T. NASCENTE DO IBIRAPUITÃ
11 – ENTIDADES URUGUAIAS( Agrupacion Tradicionalista Evangelica, Sociedad Criolla de Rivera, Agrupacion Gauchos Del Mercosur, Agrupacion El Malacara, Sociedad Nativista Los Charruas, Agrupacion Tradicionalista Herencia Gaucha, Agrupacion Tradicionalista Cruz de San Pedro Villa Indar Upamarutti).....ou...final
12 – LANCEIROS DO IBICUI DA ARMADA
13-  FOGÃO NEGRINHO DO PASTOREIO
14 – MOVIMENTO NATIVO COXILHA DE SANTANA
15 – PTG TRADIÇÃO E FOLCLORE DA MANGUEIRA COLORADA
16– MOVIMENTO NATIVO UPAMAROTI
17-  SENTINELAS DO PLANALTO
18 -  MOV. NATIVO E CULTURAL OS TAURAS
19 -  MOVIMENTO DE ARTE E FOLCLORE HERANÇA XUCRA
20 -  GALPÃO CRIOULO URUTAU
21 - INVERNADA CAMPEIRA PARCEIRO DE PALOMAS
22- GALPÃO TRADICIONALISTA TROPEIRO VELHO
23-  INVERNADA CAMPEIRA PASSO DO GUEDES
24 -  GALPÃO CRIOULO CAUDILHOS DA AABB
25 - FOGÃO RODEIO DOS GAUDERIOS
26-  GALPÃO CRIOULO EPOPEIA FARROUPILHA
27-  GALPÃO GAUCHO RINCÃO DA AMIZADE
28– INVERNADA CAMPEIRA OS CARRAPATEADOS
29-  INVERNADA CAMPEIRA CHÃO BATIDO
30 – PTG RAIZES NATIVAS
31– GALPÃO CRIOULO GRITO DO QUERO QUERO
32- INVERNADA CAMPEIRA OS VAQUEANOS
33 – GRUPO DE DANÇAS LAÇADORES DO RIO GRANDE
34 - GALPÃO CRIOULO MALACARA 7
35 - NUCLEO SANTANENSE DE  CRIADORES DE CAVALO CRIOULO

36 - DTG LENÇO BRANCO

Fonte : Bruna Postiglione Wetternick

terça-feira, 9 de setembro de 2014

Noite de Ronda com Volmir Coelho



A Rádio Fronteira Gaúcha “ Um marco na pampa “ www.radiofronteiragaucha.com promove uma Noite de Ronda com o cantor e compositor Volmir Coelho no dia 19 de Setembro nas dependências do Hotel Palace situado na rua Manduca Rodrigues 615 centro de Santana do Livramento .

Entrada no valor de R$10,00 .

Convidamos todos os amigos para uma noite de muita música gaúcha .
“Vamos reunir o pessoal
Que a noite é de ronda”

sábado, 6 de setembro de 2014

Nelson Cardoso e Luiz Cardoso lançam seus novos CDs.




Por Matias Moura
www.bahstidores.com
www.radiofronteiragauicha.com

Os irmãos  Nelson Cardoso e Luiz Cardoso lançaram seus novos CDs na noite desta sexta-feira (5)no CTG Fronteira Aberta em Santana do Livramento. Uma noite que certamente não será esquecida por quem esteve presente nas dependências do centro de tradições gaúcha . O evento foi apresentado pelo declamador Zeca Pereira e teve participações especias de jovens cantores reafirmando assim a renovação da nossa música nativista .



CD Sinfonia Gaúcha de Luiz Cardoso


Durante a semana o Bahstidores esteve acompanhando os ensaios do músico Luiz Cardoso com o grupo Sinfonia Gaúcha e conversando sobre o seu novo trabalho, uma  mistura de ritmos como música erudita , flamenco , temas que foram trilhas de clássicos do cinema numa forma gaúcha de interpretar e executar essas canções .


Com 40 anos de carreira ,Luiz Cardoso tem 57 anos e uma vida dedicada a música . Considerado um dos melhores violonistas do estado começou a tocar  profissionalmente quando havia apenas 12 anos no conjunto Os Vaqueanos juntamente com Gaúcho da Fronteira e seu irmão Nelson Cardoso .

A influência musical veio de casa “ minha mãe Natália Cardoso tocava gaita de boca , e toda a nossa família foi criada com música , uns tocam violão outros gaita “. Comecei a participar já no início dos festivais que estavam surgindo, participei da 2ª edição da Califórnia da Canção Nativa em Uruguaiana em 1972 e de lá para cá não parei mais , comenta .

Premiações do músico Santanense Luiz Cardoso em festivais.


O CD Sinfonia Gaúcha traz as seguintes :

A Conquista do Paraiso (Vangelis) ,Três Homens e um Conflito (EnnioMorricone)
El Condor Pasa (Daniel Alomía Robles) ,Mediterraneo Sundance/ Rio Ancho (Al Di Meola e Paco de Lucia)  ,Saudade, Tempo e Lembrança (Belmiro Pereira e Luiz Cardoso) , Uno (Mariano Mores e Enrique S. Discepolo) ,El esquinázo (A. Villoldo, C.Pesce e A. Polito) ,Rondo Alla Turca ( W.A. Mozart) ,Milonga pra Chico Bala ( Luiz Cardoso)  ,Depois que o Vaso se Quebra (Belmiro Pereira e Luiz Cardoso) ,Serenata Nocturna ( W.A. Mozart) , 5ª Sinfonia (L.V.Beethoven) ,Chula (L.C.Barbosa Lessa e J.C.Paixão Côrtes) ,Trenzinho Caipira (H.Villa Lobos) ,Tema para Leandro (Luiz Cardoso) ,EnAllas de um Sueño (Adolfo Garcia e Luiz Cardoso) ,Quiero ser tu Sombra (Alfredo Q. e Zulema A.)

Luiz Cardoso, em seu novo show é acompanhado pelos músicos Douglas Mendes -Violino, Juliano Cardoso -Violão Base e Fledi Souto –Acordeon formando assim uma verdadeira Sinfonia Gaúcha .

CD Pampeano de Nelson Cardoso


Quem também esteve presente no evento lançando seu novo trabalho foi o “Gaiteiro dos Canudos” Nelson Cardoso com se sotaque característico e carisma apresentou suas composições consagradas e também o novo repertório do CD Pampeano que apresenta as composições De Volta , Pampeano ,Coplas do Gaudério Só , Livramento Condicional ,Pampa e Amores ,Pra onde Irá o Felício , A Morena e a Milonga ,Fronteirista ,Receita pra Milonguear e O Fio da Meada .



Confira algumas fotos do Lançamento
































sexta-feira, 5 de setembro de 2014

6º Canto Farroupilha acontece nesse final de semana - Alegrete - RS

Foto : Ilustrativa -Cantor e Radialista Gerson Brandolt

O 6º Canto Farroupilha acontece nesse final de semana , nos dias 5, 6 e 7 setembro . Este ano, o festival que é promovido pela Prefeitura do Alegrete, através da Secretaria de Turismo, Esporte e Lazer, da 4° Região Tradicionalista e Coordenadoria dos Festejos Farroupilhas, será realizado pela primeira vez no CTG Farroupilha, assim como os demais eventos que fazem parte dos Festejos Farroupilhas.


COMISSÃO JULGADORA DO 6º CANTO FARROUPILHA

Luiz Carlos Borges - O cantor, compositor e acordeonista iniciou sua carreira aos sete anos e idade, no conjunto "Irmãos Borges", na região missioneira do Rio Grande do Sul, com quem gravou seus três primeiros discos. Sua carreira solo iniciou a partir do sucesso com a composição "Tropa de Osso", premiada na 9ª edição da Califórnia da Canção Nativa do RS. Desde lá, já foram 32 discos gravados, sempre investindo na renovação da música regional gaúcha.

Nenito Sarturi – Natural de Santiago, iniciou a carreira artística em 1979, concorrendo em festivais de música nativista gaúcha, nos quais foi vencedor por diversas vezes. Parceiro de grandes nomes da música gaúcha como Gaúcho da Fronteira, Osvaldir e Carlos Magrão, Luiz Carlos Borges, João de Almeida Neto, Miguel Marques, Beto Caetano e Wilson Paim. Em vinte anos de carreira, teve cerca de 500 músicas gravadas.

Diego Caminha – É um dos mais importantes contrabaixistas da música gaúcha. O músico, que também é produtor rural, dedica-se ao trabalho na estância de propriedade de sua família, em Lavras do Sul. Ocasionalmente faz participações em shows de música nativista de grandes nomes como César Oliveira e Rogério Melo e participa de festivais.

Zulmar Benitez – Natural de São Sepé, o músico e compositor sempre representou Bagé nos festivais e tornou-se um dos compositores mais premiados do Rio Grande do Sul, sendo referência no estado.

Flávio Hansen - Intérprete vitorioso, tem tido destacada participação em festivais de música nativista no Rio Grande do Sul, iniciou a carreira artística no final dos anos 1980. Em 1990, foi o vencedor da quinta edição do "Ponche Verde da Canção Gaúcha" com a milonga "A construção da milonga". Em 1999, por ocasião da primeira edição do Festival "Um Canto para Martin Fierro", realizado em Santana do Livramento, recebeu o prêmio de "Melhor intérprete”.

PREMIAÇÃO DO 6º CANTO FARROUPILHA

1º Lugar: Troféu Antônio José de Vargas e R$ 2.000,00

2º Lugar: Troféu Cilço de Araújo Campos e R$ 1.000,00

3º Lugar: Troféu Honório Lemes e R$ 500,00

Melhor Instrumentista: Troféu Piu Fontoura e R$ 200,00

Melhor Intérprete: Troféu Gildo de Freitas e R$ 200,00

Música Mais Popular: Troféu Capela Queimada e R$ 200,00

Melhor Poesia: Troféu João da Cunha Vargas e R$ 200,00



ORDEM DAS APRESENTAÇÕES NO PALCO DO 6º CANTO FARROUPILHA

SEXTA-FEIRA (5)

1 - Romance de basto e carona (Milonga)
Letra: Marquito Ferreira da Costa
Música: Cristiano Fantinel
Cidade: Alegrete

2 - A Dom Gregório (chamarra)
Letra e Música: Gerson Brandolt
Cidade: Alegrete

3 - É culo ou suerte clavado (chacarera)
Letra: Hermes Régis Lopes
Música: Érlon Pericles
Cidade: Caxias do Sul

4 - Vai menti nas quatro boca (chamarra)
Letra e Música: Gederson Fernandes da Silva
Cidade: Alegrete

5 - Porque eu? (milonga)
Letra: Marco Antônio Soares
Música: Volmir Coelho
Cidade: Jaguarão/Santana do Livramento

6 - De vida, armada e rodilhas (milonga)
Letra: Adelmir Disconzi
Música: Halber Lopes e Cristiano Fantinel
Cidade: Santiago

7 - Silenciou o domador (chamarra)
Letra: Rômulo Chaves
Música: Régis Reis e Jean Kirchoff
Cidade: Palmeiras das Missões/Tupaciretã

8 - Salameiro (chamarra)
Letra: Diego Muller e Binho Pires
Música: Erlon Pericles
Cidade: Canoas/São Luiz Gonzaga/Porto Alegre

9 - Pela vergonha que habita logo abaixo do chapéu (chacarera)
Letra e música: César Silveira e Ângelo Franco
Cidade: Cruz Alta

10 - Balizas para uma estrada (toada canção)
Letra: Valdir Disconzi
Música: Xuxu Nunes
Cidade: Santiago

SÁBADO (6)

1 - De Sorros e Mão Pelada (chamarra)
Letra: Gilberto Trindade
Música: Joaquim Brasil
Cidade: Alegrete

2 - Cadeira de balanço (chamamé)
Letra: Gederson Fernandes da Silva
Música: Patrícia Pedroso
Cidade: Alegrete

3 - No Rincão dos Marilã (xote)
Letra: Leonardo Borges e Diego Muller
Música: Juliano Moreno
Cidade: Santana do Livramento

4 - Das guitarras desveladas (milonga)
Letra e Música: Juliano Javoski
Cidade: São Jerônimo

5 - Essas Milongas (milonga)
Letra e Música: Cleiber Rocha
Cidade: Porto Alegre

6 - Quando a canção vem matear comigo (milonga)
Letra: Rômulo Chaves
Música: Régis Reis
Cidade: Palmeira das Missões/Tupaciretã

7 - Há poucos dias eu ainda era guri (milonga)
Letra: Gaspar Silva e Robson Garcia
Música: Robson Garcia
Cidade: Santana do Livramento

8 - Estância Velha (vaneira)
Letra e Música: Flávio Seguí Pereira
Cidade: Alegrete

9 - O respeito (milonga)
Letra: Hermeto Silva
Música Cléber Soares
Cidade: Uruguaiana

10 - Na espera (chamamé)
Letra: Passarinho Teixeira Nunes
Música: Beto Vilaverde
Cidade: Alegrete

Abertas as Inscrições para a 21ª Estância da Canção Gaúcha de São Gabriel - RS




21ª Estância da Canção Gaúcha dias 17,18 e 19 de outubro na cidade de São Gabriel


Da inscrição
As inscrições estão abertas até o dia 30 de setembro
A comissão julgadora será composta por Ita Cunha, Jari Terres, Luciano Maia, Joel de Freitas Paulo e Glauco Moraes Lemos.
REGULAMENTO DA FASE GERAL:

“Estância da Canção Gaúcha” – 21ª edição, será um festival de música nativista campeira, extensivo a todo o País e países do Mercosul, através da participação de poetas, músicos e cantores identificados com a cultura regional do Rio Grande do Sul e da América Latina. Este Festival é uma promoção e realização da Prefeitura Municipal, Secretaria Municipal de Turismo, Cultura , Desporto e Lazer e apoio CTM (Coordenadoria Tradicionalista Municipal).
OBJETIVOS:

1-Divulgar através da poesia e da música os verdadeiros valores da cultura gaúcha, de forma a preservar a arte, a imagem e o autêntico sotaque do Rio Grande do Sul, mantendo viva a terminologia, a indumentária, os usos e os costumes característicos da Pampa Gaúcha.
2-Valorizar o homem e a mulher, a lida do campo, personagens da nossa história, retratando a sua importância para a literatura e para a sustentação do folclore do Sul do Brasil e dos Países do Mercosul.

3-Resgatar as peculiaridades musicais e poéticas da região da pampa, na afirmação de suas crenças e na busca incessante de suas raízes.
4-Promover São Gabriel em suas potencialidades turísticas, tradicionais e culturais, envolvendo a comunidade gaúcha em geral: imprensa falada e escrita, pesquisadores e artistas, integrando todos aqueles sensíveis a estas manifestações autênticas e sinceras, pois um fato desta grandeza, torna nosso município um pólo catalisador da música regional e crioula.

1 - INSCRIÇÃO E PARTICIPAÇÃO

Poderão participar autores e compositores de todo o Brasil e Países do Mercosul, desde que obedeçam as normas deste regulamento.

1.Serão aceitos poemas em Língua Portuguesa e Língua Espanhola, desde que identificados com a cultura regional e campeira do Rio Grande do Sul e da “Pampa Gaucha”;
2.As inscrições serão limitadas em até 3 (três) músicas por autor remetente e não será cobrada taxa de inscrição;

3.Das composições inscritas, poderão ser classificadas, para a apresentação em palco, no máximo 02(duas) músicas por compositor individual ou parceira;

4.Só poderão participar do Festival, composições inéditas. Entende-se por inédita: Composição não editada nem gravada podendo, no entanto já ter participado de outros festivais, desde que não seja componente do disco, fita ou assemelhado, nem tenha sido premiada em evento do gênero;
5.Cada composição deverá ser enviada em CD, acompanhada de 06(seis) cópias datilografadas da letra, constando somente no CD e em todas as vias da letra o nome da composição e o gênero musical;

6.Os trabalhos de um mesmo autor e/ou parceria poderão ser enviados no máximo 02 trabalhos por CD, devidamente identificados.
7.Em envelope lacrado, o concorrente deverá enviar a ficha de inscrição devidamente preenchida e assinada;

8.As composições não deverão exceder o limite de 04(quatro) minutos de duração, tanto nas gravações pra a triagem como na apresentação em palco no festival;

9.O bom nível das gravações é condição fundamental para seleção na triagem;
10.As inscrições encerrar-se-ão dia 27 de setembro de 2014, valendo a data de postagem. Não serão aceitas inscrições após esta data, salvo se houver prorrogação definida pela Comissão Organizadora.
11.Serão aceitas inscrições via e-mail (inscricoesestancia@gmail.com)e serão 1.A Comissão de Triagem e Julgamento selecionará 14(quatorze) composições para serem apresentadas nas eliminatórias no palco do Festival, sendo que serão classificadas 12(doze) para a grande final, concorrendo às premiações estabelecidas neste regulamento, e automaticamente fazendo parte do CD de “21ª edição da Estancia da Canção Gaúcha”;

2.A ordem de apresentação das composições pré-selecionadas serão definidos pela Comissão Organizadora em forma de sorteio, logo após a triagem, não sendo aceitas alterações posteriores;
3.O mesmo grupo, conjunto, instrumentista não poderão defender mais do que 02(duas) composições, sob pena do não recebimento da ajuda de custo, e eliminação das mesmas da competição e das referidas premiações.

4.O interprete poderá defender somente 2(duas) composições sendo que, 1(uma) em dueto.
5.As 14 (quatorze) composições selecionadas serão apresentadas dia 18 (dezoito) de outubro de 2014 a partir das 21 hrs e as 12 (dose) finalistas, definidas pela comissão julgadora, serão reapresentadas na noite do dia 22 (vinte e dois) de dezembro de 2013, assim como as 3 (três) classificadas da fase local

6.Os intérpretes e músicos que subirem ao palco do festival deverão apresentar-se devidamente pilchados, não sendo permitido o uso de camisetas com propaganda ou alusão a qualquer outro tipo de manifestação que não seja relacionada com a cultura campeira e crioula do Rio Grande do Sul; sob pena de desclassificação. No ato de inscrição ficam cientes os

autores da responsabilidade de esclarecer aos seus músicos. Endende-se por pilcha: No mínimo, Camisa, bombacha, lenço, bota ou alpargata e trajes femininos da mulher gaúcha;
7.Não poderá o número de componentes do grupo que irá defender uma composição ser inferior a 03(três) nem superior a 08(oito), sendo que cada composição deverá ser apresentada pelo mesmo grupo todas as vezes que for a palco.

8.Os autores e/ou compositores comprometem-se a executar à gravação de sua(s) composição(s) AO VIVO para comporem o CD e DVD oficiais da “Estância da Canção Gaúcha” – 21ª Edição;
9.Os autores e músicos no ato da inscrição e execução estarão cientes que as músicas inscritas e classificadas para a noite final serão gravadas e divulgadas em CD e DVD;
10.A música mais popular será escolhida pela imprensa, entre as 15(quinze) finalistas, respeitando a manifestação do público presente.

3 – AJUDA DE CUSTO E PREMIAÇÃO

1.Cada composição pré selecionada receberá como subvenção, a título de custeio de despesas, a quantia de R$1.500,00 (um mil e quinhentos reais), pago da seguinte forma: 50%(cinqüenta por cento)após a passagem de som e 50% (cinqüenta por cento) após a apresentação em palco, obedecendo o horário da passagem de som, pré-estabelecido e agendado com a comissão organizadora;

2.As premiações da “Estância da Canção Gaúcha” – 21ª Edição, ficam assim estabelecidas:
Primeiro Lugar – R$ 3.000,00 e Troféu
Segundo Lugar – R$ 2.000,00 e Troféu
Terceiro Lugar – R$ 1.000,00 e Troféu
Música Mais Popular – Troféu
Melhor Poesia –Troféu
Melhor Melodia –Troféu
Melhor Instrumentista –Troféu
Melhor Intérprete –Troféu
Melhor Conjunto Instrumental –Troféu
Melhor Arranjo –Troféu
Melhor Tema Campeiro – Troféu
Melhor Indumentária – Troféu
Prêmio Revelação - Troféu

4 – NORMAS GERAIS

1.Serão credenciados 02(dois) profissionais, devidamente documentados, por jornal presente no festival, 04(quatro) profissionais, por emissora de rádio e até 06(seis) profissionais, por canal de televisão;

2.Serão credenciados somente os autores, músicos e intérpretes participantes, tendo os mesmos direito a credenciar somente 1(um) acompanhante;
3.A Comissão Organizadora reserva-se o direito de, em qualquer momento, excluir do evento o concorrente ou grupo cujos participantes infringirem as normas deste regulamento;
4.O concorrente, após inscrever seu trabalho, e o mesmo ser pré-selecionado, não poderá mais divulga-lo até o dia da realização da final do evento;

5.O não ineditismo, não captado pela Comissão Organizadora ou Julgadora, poderá ser objeto de denúncia, por escrito e com provas suficientes, impreterivelmente até as 16 hs do dia 08/10/2014;
6.Os casos omissos a este regulamento serão resolvidos soberanamente pela Comissão Organizadora de “Estância da Canção Gaúcha” – 21ª edição.

REGULAMENTO DA FASE LOCAL

1 – INSCRIÇÃO, PARTICIPAÇÃO, SELEÇÃO E CONCURSO

Poderão participar somente autores e compositores de São Gabriel ou comprovando residência a mais de um ano no município, desde que obedeçam as normas deste regulamento.
1.O autor e/ou compositor poderá classificar até duas músicas no festival como um todo, sendo, uma em cada fase ou até duas, ou na fase local, ou na fase geral;

2.A ficha de inscrição, deverá ser retirada do site do festival e deverá estar devidamente identificada como FASE LOCAL, posteriormente entregue somente na Secretaria de Turismo (R. João Manoel, Ed. Sepé Tiarajú, 3º andar) não sendo aceita pela internet;

3.Será admitido em cada composição 1 (um) participante de fora do município;
4.Serão selecionadas 10 (dez) músicas a serem apresentadas no dia 17 de outubro de 2014, sendo que, 3 (três) já estão pré-classificadas:

1º Lugar do Canto da Terra, 1º Lugar do Canto Circulista e 1º Lugar do Joãozinho da Ponte.
5.Das 10 (dez) participantes locais serão classificadas apenas 3 (três) para a grande final do dia 19 de outubro, sem definição de colocação;

6.Será paga a título de custeio de despesas a importância no valor de R$ 500,00 ( Quinhentos Reais );
7.Os demais itens serão comuns ao regulamento geral da 21º edição da Estância da Canção Gaúcha.
REGULAMENTO DA FASE PIÁ

1 – INSCRIÇÃO, PARTICIPAÇÃO, SELEÇÃO E CONCURSO

1.Cada concorrente poderá inscrever até duas músicas não inéditas;
2.Deverá constar na ficha de inscrição a entidade tradicionalista que representa e cada entidade poderá inscrever até 2 (dois) participantes por categoria sendo selecionado na triagem somente um por categoria;
3.As categorias serão divididas da seguinte forma: 1º Categoria até 10(dez) anos e 2º Categoria de 11(onze) à 15(quinze) anos;
4.Será exigida junto da inscrição cópia da certidão de nascimento;
5.Poderão participar somente crianças nascidas ou residentes em São Gabriel;
6.Cada concorrente poderá cantar somente 1(uma) música;
7.Não será permitida a apresentação com Play Back;
8.Será premiado apenas o 1º Lugar de cada categoria (Troféu) que serão conhecidos na noite final do festival;
9.Será premiada com um Capão a melhor torcida eleita pelos jurados (o prêmio será entregue para a entidade)
10.Os demais itens serão comuns ao regulamento geral da 21ª edição da Estância da Canção Gaúcha.
FICHA DE INSCRIÇÃO
Estância da Canção Gaúcha - 21ª Edição
Nome da composição:..........................................................Ritmo:......................
Nome do Intérprete e/ou Grupo:...........................................................
Autor da Música:..................................................................CIC:..........................
Endereço:..................................................Cidade:...............................
CEP:.............................Estado:........................Fone:............................
Autor da Letra:...........................................................CIC:........................
Endereço:...................................Cidade:...............................
CEP:.............................Estado:........................Fone:............................
Autorizado a receber a Ajuda de Custo:................................................
Endereço:..............................................Cidade:...............................
CEP:.............................Estado:........................Fone:............................
CIC:........................................................................................................
Declaramos estar ciente do regulamento da Estância da Canção Gaúcha – 21ª Edição, e aceitamos, portanto, sem restrições, todas as normas e definições por ele estabelecidas, e ao assinarmos esta ficha de inscrição estamos autorizando a gravação da composição supra citada no CD e DVD alusivos à 21ª edição do festival.
Local:..................................................................................Data:........................................
.......................................................
Autor da Música
.......................................................
Autor da Letra

Regulamento da 9ª Edição do Festival Nativista Baqueria de Los Piñares




REGULAMENTO DO IX FESTIVAL NATIVISTA BAQUERIA DE LOS PIÑARES

I - DOS OBJETIVOS

Art. 1°- A Prefeitura Municipal de Vacaria promove, por intermédio da Secretaria Municipal de Cultura Esporte e Lazer – em âmbito nacional, o festival Nativista Baqueria de los Piñares, com os seguintes objetivos básicos:

• Divulgar, através das composições participantes, a música Nativista e Popular do Rio Grande do Sul, estimulando a promoção cultural e histórica do nosso Estado;
• Estimular o interesse do povo pelos temas e valores da atividade cultural da região;
• Abrir espaço para novos artistas (músicos, intérpretes e poetas);
• Oportunizar integração de poetas, músicos e musicistas, analistas, estudiosos e críticos, no interesse da preservação e divulgação da identidade cultural gaúcha;
• Propiciar reflexão e debates que depurem qualitativamente a arte em geral;
• Elevar à expressão artística, temas e gêneros / ritmos regionais e populares, buscando valorizar a música do Rio Grande do Sul, através de linguagem atual e criativa.
• Premiar e divulgar as composições que melhor expressem os objetivos acima referidos;

II - DA ORGANIZAÇÃO

Art. 2° - O Festival Nativista "Baqueria de los Piñares" é organizado pela Secretaria Municipal de Cultura, Esporte e Lazer de Vacaria.

III - DO CONCURSO DE CANÇÕES

Art. 3° - O Festival Nativista " Baqueria de los Piñares" é um concurso de canções inéditas e originais, não podendo concorrer composições que já tenham sido gravadas ou editadas.
§ 1° - Considera-se inédita, para o concurso, a composição poético-musical que não tenha sido objeto de comercialização pública.
§ 2º - Entende-se por original a música não plagiada de outra já existente.
§ 3° - No caso em que a letra ou a melodia seja de autor falecido, é da responsabilidade do outro concorrente apresentar a autorização de quem de direito.
Art.4º - O concurso de canções nativistas do Rio Grande do Sul pode ser disputado por compositores de qualquer parte do Brasil, desde que se atenham às regras nele estabelecidas.
§ único - É vedada a participação dos membros da Comissão julgadora ou da Secretaria Municipal de Cultura, Esporte e Lazer, em qualquer circunstância.
Art. 5º - As canções não poderão exceder 5 minutos de duração quer na triagem, quer na apresentação.
Art. 6º - Cada intérprete poderá defender no máximo duas canções e cada instrumentista poderá subir até três vezes no palco.

Parágrafo 1.2:Quanto a etapa Municipal á realizar-se no dia 21 de Novembro de 2014 no CTG Rancho da Integração só poderão ser inscritos músicos que comprovem residência no Município de Vacaria.

Parágrafo 1.3: Não é necessário que autores de Letra e Melodia sejam naturais do Município de Vacaria.

IV – DAS INSCRIÇÕES
Art. 7º - As inscrições da Etapa Municipal e Nacional estarão abertas no período de 01 de Agosto de 2014 á 03 Outubro de 2014.(Valendo a data de postagem).
Art. 8º - As inscrições são gratuitas.
Art. 9º - Cada concorrente e/ou autor poderá inscrever somente uma música por ficha, de acordo com o art. 3º.
Art. 10º - As inscrições deverão ser enviadas em envelope fechado para Secretaria Municipal de Cultura,Esporte e Lazer, Rua Ramiro Barcelos 915,Centro,Vacaria –RS ,CEP : 95200-000
§ único - O envelope referido neste artigo deverá conter obrigatoriamente:
- Ficha de inscrição preenchida:
- CD contendo a música gravada;
- 07 cópias datilografadas (digitadas) da letra e rubricadas pelos autores responsáveis; Documentação exigida :
Fotocópia da Carteira de Identidade
Fotocópia Cartão CPF e numero do PIS- PASEP

Inscrição Via Web:
Gravação formato MP3,Letra digitalizada (WORD),Ficha de Inscrição e documentação exigida
Pelos E-mails captacao@vacaria.rs.gov.br ou raulbittencourtsilva@gmail.com

V - DA SELEÇÃO E JULGAMENTO

Art. 11° - A Comissão de Seleção e Julgamento é composta de cinco membros, contando com pessoas de conhecidos dotes para criação poético-musical, análise ou crítica, e que se atém às normas constantes neste Regulamento.

§ 1° - A comissão avaliará no processo de triagem, eliminatórias e na grande final.
§ 2° - Os trabalhos de pré-seleção serão coordenados pela Comissão de Seleção e Julgamento.
§ 1° - A Comissão Organizadora divulgará a relação das canções classificadas no site: www.vacaria.rs.gov.br e na imprensa escrita e falada.
§ 2° - O processo de triagem das duas etapas será realizado no dia 29 de Outubro de 2014. Os concorrentes da etapa Municipal subirão ao palco no dia 21 de Novembro de 2013 (10 canções) cujas composições forem classificadas pela Comissão de Seleção e Julgamento, irão defender suas canções, onde serão classificadas as musicas (1º e 2º Lugar) para a final do dia 23.
Os concorrentes da etapa Nacional subirão ao palco no dia 22 Novembro de 2014 (14 canções). Será determinado pela comissão organizadora á ordem de apresentação dos dias 21,22 e 23 de Novembro de 2014, que fará o comunicado aos respectivos músicos.
As apresentações iniciarão ás 20h na sexta e no sábado e ás 14horas no dia 23 de Novembro (Domingo).
No dia 23 de Novembro de 2014 subirão ao palco as 8 canções classificadas da etapa nacional somadas,ao 1º e o 2º lugar oriundos da etapa Municipal.

Art. 12° - As 14 canções classificadas para a Etapa Nacional somadas as duas canções oriundas da etapa Municipal ,serão incluídas no CD Festival Nativista Baqueria de los Piñares.
VI - DO JULGAMENTO
Art. 13º - O julgamento das composições é da responsabilidade da Comissão de Seleção e Julgamento, que avalia cada uma delas de acordo com sua letra, sua melodia e sua apresentação.
§ 1º - No item "apresentação" são considerados interpretação e arranjo.
§ 2º - As escolhas são preferencialmente consensuais, podendo os jurados, no entanto, optar pelo voto.
§ 3º - As reuniões da Comissão de Seleção e Julgamento não se restringem às apresentações públicas das composições, estando previstas análises e debates prévios e posteriores.
§ único – Dos finalistas será escolhida uma composição vencedora, um segundo e um terceiro.
Art. 14º - É igualmente de competência da Comissão de Seleção e Julgamento a escolha do melhor:
a) Musica mais Popular
b) Instrumentista;
c) Intérprete Vocal
d) Melhor Letra
e)Melhor indumentária


VII - DA APRESENTAÇÃO
Art. 15º - As apresentações ocorrerão no CTG Rancho da Integração.
Art. 16º - A ordem de apresentação das 14 canções pré-classificadas para a Etapa Nacional será decidida e comunicada pela Secretaria Municipal de Cultura Esporte e Lazer.
Art. 17º - A passagem de som dos concorrentes será no dia da apresentação em horário preestabelecido pela Secretaria Municipal de Cultura Esporte e Lazer, cabendo a cada concorrente o tempo máximo de 15 minutos.
OBS:SERÁ PENALIZADA COM 20%DA AJUDA DE CUSTA A MUSICA QUE NÃO RESPEITAR O HORARIO DA PASSAGEM DE SOM.
Art. 18º - Cada concorrente deverá obedecer ao limite de 10 minutos, sendo 5 minutos para a montagem e desmontagem de equipamentos e 5 minutos para a execução da música.
Art.19º - Todos os concorrentes, intérpretes e músicos, deverão subir ao palco trajando obrigatoriamente, a indumentária típica do gaúcho. Poderão ser usados no palco todos os tipos de instrumentos e os ritmos deverão ser aqueles tradicionais. Não será permitido o uso de camisetas, pochetes e assemelhados. É terminantemente proibido o uso de brinco no palco.
Todas as composições que forem apresentadas no palco deverão ter no mínimo 03( três) participantes e no máximo 07 (sete).

VIII - DA PREMIAÇÃO
Art. 20º - Os prêmios instituídos pelo Festival Nativista Baqueria de los Piñares quanto a Etapa Nacional:
1) Troféu para canção vencedora + R$2000,00
2) Troféu para a canção classificada em segundo lugar + R$1000,00
3) Troféu para a canção classificada em terceiro lugar + R$500,00
4) Troféu para a musica mais Popular +R$500,00
5) Troféu para o melhor Instrumentista + R$300,00
6) Troféu para o melhor Intérprete Vocal + R$300,00
7) Troféu para o melhor Letra + R$300,00
8)Troféu para a Melhor Indumentária.

§ único – Os valores dos prêmios serão pagos após a apuração dos resultados.

Os prêmios instituídos pelo Festival Nativista Baqueria de los Piñares quanto a Etapa Municipal:

1) Troféu para canção vencedora – Classificação para a final da etapa Nacional
2) Troféu para a canção classificada em segundo lugar –Classificação para a final da etapa

Nacional
1)Troféu para canção classificada em primeiro lugar
2) Troféu para canção classificada em primeiro lugar
3) Troféu para a canção classificada em terceiro lugar
4) Troféu para a musica mais Popular;
5) Troféu para o melhor Instrumentista
6) Troféu para o melhor Intérprete Vocal
7) Troféu para o melhor Letra

• Ajuda de custo referente a etapa nacional fica estipulado o valor de 1.000,00 (Hum mil e reais).
• A ajuda de custo será recebida desde que seja encaminhados os documentos solicitados pela Organização do Festival  anteriormente ao inicio do evento.

• Documentação exigida :
• Fotocópia da Carteira de Identidade
• Cartão CPF e numero do PIS- PASEP
Numero da conta/agencia e banco

IX - DAS DISPOSIÇÕES GERAIS
Art. 21º - Ficam automática e definitivamente cedidos ao Festival Nativista Baqueria de los Piñares os direitos de reprodução das canções concorrentes à edição ou reedição do CD correspondente ao evento que representa.
§ 1º - Os compositores que se inscrevem para concorrer estão implícita e automaticamente autorizando a entidade promotora a gravar as composições finalistas.
§ 2º - Só serão aceitas gravações em CD e as mesmas devem estar em condições para serem aproveitadas no CD do Festival que será lançado junto com a etapa Nacional.
§ 3º - Não será dada ajuda de cusato para possível regravação.
Art. 22º - É vedado o uso de propaganda política ou comercial sobre o palco Festival Nativista Baqueria de los Piñares.
Art. 23º - Os compositores ao se inscreverem para concorrer no Festival Nativista Baqueria de los Piñares estão automaticamente aceitando, em sua totalidade, as determinações contidas neste Regulamento.
Art. 24º - As inscrições deverão ser enviadas pelo correio para Secretaria Municipal de Cultura Esporte e Lazer, Rua Ramiro Barcelos 915, Centro, Vacaria-RS, CEP: 95200-000, e serão aceitas somente se acompanhadas do material contendo a música, conforme o art. 10º deste regulamento.  Ou Inscrição Via Web:
Gravação formato MP3,Letra digitalizada (WORD),Ficha de Inscrição e documentação exigida
Pelos E-mails captacao@vacaria.rs.gov.br ou raulbittencourtsilva@gmail.com

Art. 25º - Os casos omissos serão resolvidos pela Comissão Organizadora.
Comissão Avaliadora:
Jaime Brun Carlos-Poeta de Restinga Seca-RS.
Antônio Daniel Buchs-Poeta e Locutor Apresentador de Passo Fundo-RS.
Emerson Goulart( Kiko) Musico Violonista de Lages-SC.
Volmir Coelho-Musico de Livramento-RS.
Mario Viera Pinto-Poeta de Vacaria-RS.

quinta-feira, 4 de setembro de 2014

Vencedores da campereada ficam com o título pela diferença de um segundo

A Final Nacional da Campereada foi realizada na tarde desta quarta-feira (03) no Parque de Exposições Assis Brasil, na 37ª Expointer. O trio de Júlio de Castilhos RS, Telmo Peixoto, montando Epopeia Tarumã, Fernando Horst, com Hermosura Tarumã, e Luiz Antero Peixoto, que montou Estampa Tarumã confirmou o campeonato para o município gaúcho.

O título, porém, foi decidido pela diferença de um segundo entre o primeiro e segundo trio.
Enquanto os competidores de Júlio de Castilhos fecharam a prova em um minuto e 55 segundos, os representantes de Palmares do Sul RS terminaram com um minuto e 56 segundos. Luiz Antero Peixoto, juntamente com o irmão, Telmo, ficou com o títul da prova pela quarta vez. "A prova foi decidida no detalhe. Se formos olhar, o tempo ficou com uma diferença de um a dois segundos entre os primeiros colocados. Procuramos vir todos os anos, é uma prova que a gente gosta e se sagrando campeão é melhor ainda", salientou.

Para Felipe Scherer, jurado da Campereada juntamente com Galeno Barros, a evolução dos competidores ano a ano tem tornado a disputa cada vez mais acirrada. O gado também foi um diferencial na pista. "Foi uma prova muito disputada, com um nível bom dos competidores. Além disso, o gado de alta qualidade ocasionou uma boa competição. Os tempos foram parecidos, o título foi decidido em segundos", explicou.
Resultado

Trio 1º colocado

Telmo Peixoto, montando Epopeia Tarumã
Fernando Horst, montando Hermosura Tarumã
Luiz Antero Peixoto, montando Estampa Tarumã
Trio 2º colocado

Candido Dutra, montando Lembrança da Morada Nova
João Vitor Claus Dutra, montando Norteña da Morada Nova
Ricardo Perez, montando Orquídea da Morada Nova
Trio 3º colocado
Camila Lobato, montando Ouro Preto de Santa Angélica
Rafael Quaresma de Ávila, montando RZ Salvino da Carapuça
Everton Lobato, montando Descoberta do Rebuliço

Texto: Nestor Tipa Júnior/Assessoria
Edição: Redação Expointer

terça-feira, 2 de setembro de 2014

1ª TERTÚLIA DA POESIA - Santa Maria - RS

 

1ª TERTÚLIA DA POESIA

01 de novembro de 2014 Theatro Treze de Maio – Santa Maria, RS

  

- REGULAMENTO -


I - DOS OBJETIVOS


Art. 1º - Descobrir e difundir novos talentos na área da produção poética, da arte declamatória e do acompanhamento musical destas artes, bem como consolidar o talento de poetas, declamadores e amadrinhadores já consagrados.

Art. 2º - Divulgar, através da poesia, a história e a cultura do povo do Rio Grande do Sul.

Art. 3º - Proporcionar a integração da comunidade santamariense com poetas, declamadores e amadrinhadores de outras querências, consolidando cada vez mais a cidade de Santa Maria como importante pólo cultural rio-grandense.

II – DA PROMOÇÃO E COORDENAÇÃO


Art. 4º - A 1ª TERTÚLIA DA POESIA é uma promoção/realização da Prefeitura Municipal de Santa Maria, do Galpão da Poesia Crioula, do CPF Piá do Sul, e se integra às atividades e à programação da XXII Tertúlia Musical Nativista.

Art. 5º - A Coordenação da 1ª TERTÚLIA DA POESIA estará a cargo de uma Comissão Executiva, indicada pelo Galpão da Poesia Crioula e nomeada pelo Senhor Prefeito Municipal de Santa Maria, composta por pessoas de reconhecida capacidade e conhecimento, e que atuarão voluntariamente, sem remuneração. A Secretaria da Cultura poderá indicar um representante para integrar esta comissão.

Art. 6º - A Comissão Executiva será a responsável pelo planejamento, organização e execução da 1ª TERTÚLIA DA POESIA.

III – DA PARTICIPAÇÃO E INSCRIÇÃO


Art. 7º - Poderão participar da 1ª TERTÚLIA DA POESIA, poetas, declamadores e amadrinhadores de qualquer parte do Brasil e do mundo, desde que respeitadas as propostas do evento.

Art. 8º - Somente poderão participar poemas inéditos, ou seja, que não tenham sido gravados, impressos ou divulgados em qualquer veículo de comunicação de massa, podendo, entretanto, terem participado de outros festivais, desde que não tenham sido premiados ou registrados em disco ou livro. 

Art. 9º - Os poemas deverão versar sobre os usos e costumes tradicionais do povo gaúcho, sendo que o tema deverá estar devidamente identificado com o contexto político-econômico-sócio-cultural do Rio Grande do Sul, podendo ser valorizados os aspectos locais.

Art. 10º - Os trabalhos deverão ter como base a língua portuguesa podendo, entretanto, conter termos ou fragmentos em língua espanhola ou outras linguagens de povos formadores da cultura gaúcha riograndense.

Art. 11º - É vedada a participação dos componentes da comissão executiva, da comissão avaliadora e integrantes do governo municipal.

Art. 12º - Cada poeta poderá inscrever quantos poemas desejar, podendo classificar apenas 01 (um).

Art. 13º - Cada trabalho inscrito deverá estar acompanhado da ficha de inscrição preenchida, e de 04 (quatro) cópias do poema, digitado em fonte tamanho 12, constando apenas o título. Não será necessária a gravação. 
§ único: Somente serão considerados inscritos os trabalhos que receberem a confirmação do efetivo recebimento por parte da comissão executiva.

Art. 14º - As inscrições serão encerradas no dia 22 de setembro, impreterivelmente.

Art. 15º - Os trabalhos deverão ser enviados para um dos endereços abaixo: 
a)    Correio ou pessoalmente: Casa de Cultura de Santa Maria / 1ª Tertúlia da Poesia, Praça Saldanha Marinho, s/nº, Santa Maria, RS.
b)   E-mail: tertuliadapoesia@13rt.rs com cópia para tertuliadapoesia@gmail.com 

IV – DA SELEÇÃO E GRAVAÇÃO DO CD


Art. 16º - A Comissão Avaliadora, de 23 a 28 de setembro, selecionará até 12 (doze) poemas, que farão parte do CD da 1ª TERTÚLIA DA POESIA.

Art. 17º - Os classificados serão cientificados através de correio eletrônico (e-mail) ou telefone ou correspondência ou através dos veículos de comunicação, no dia 29 de setembro.

Art. 18º - O CD da 1ª TERTÚLIA DA POESIA será gravado antecipadamente e será lançado durante o evento. 

Art. 19º - Os autores serão responsáveis pela gravação do trabalho selecionado e deverão entregá-lo gravado em CD até o dia 08 de outubro, única oportunidade de corrigir a ficha técnica com o nome dos autores, intérpretes e amadrinhadores, para o encarte ou capa do CD da 1ª TERTÚLIA DA POESIA. Vale a data do recebimento efetivo e não a de postagem.

Art. 20º - O trabalho que não for entregue gravado na data estipulada será desclassificado e substituído pelo 1º suplente na classificação, e assim sucessivamente. 

Art. 21º - O estúdio para a gravação do trabalho é de inteira responsabilidade dos autores, porém a qualidade da gravação deverá ser aprovada pelo produtor do disco e o técnico de masterização. 
§ único: Caso a gravação não seja aprovada, o concorrente terá o prazo de 04 (quatro) dias para entregar nova gravação, sob pena de substituição pelo trabalho suplente. 

Art. 22º - A duração da gravação não poderá exceder a 08 (oito) minutos. 

Art. 23º - Todo concorrente, uma vez inscrito na 1ª TERTÚLIA DA POESIA, estará automaticamente cedendo aos promotores os direitos de comercialização dos trabalhos inscritos e autorizando a gravação em CD e/ou DVD, bem como a divulgação do seu trabalho, em caráter irrestrito, ressalvados os direitos autorais pertinentes e previstos em legislação específica. 
§ único: Anexar uma declaração (modelo será disponibilizado) renunciando aos direitos autorais, exclusivamente para a apresentação no dia do evento (exigência do ECAD).

V - DA APRESENTAÇÃO E AVALIAÇÃO


Art. 24º - Os poemas serão apresentados no palco da 1ª TERTÚLIA DA POESIA no dia 01 de novembro de 2014, sábado, a partir das 20 horas. 

Art. 25º - A apresentação no palco deverá ser realizada pelos mesmos que participaram da gravação, salvo motivo de força maior e com autorização expressa da comissão executiva. 

Art. 26º - Os declamadores poderão se fazer acompanhar por amadrinhadores, onde ambos estarão concorrendo à premiação específica.

Art. 27º - Cada declamador ou amadrinhador poderá participar da apresentação de apenas 01 (um) poema, de sua autoria ou não.

Art. 28º - Os declamadores e amadrinhadores, quando da apresentação, deverão estar pilchados com a indumentária gaúcha.

Art. 29º - A apresentação do poema não poderá ultrapassar a 10 (dez) minutos. O trabalho que exceder este tempo não poderá ser premiado.

Art. 30º - A apresentação do trabalho no palco será de inteira responsabilidade dos autores, declamadores e amadrinhadores, inclusive quanto ao porte de documentação que os habilite junto aos órgãos de classe.

Art. 31º - O horário para a equalização do som será das 14 às 18 horas, por ordem de chegada, sem prorrogação.

Art. 32º - Para a apuração dos vencedores a avaliação levará em conta o conjunto, ou seja, o poema e a apresentação no palco.

Art. 33º - A escolha do “Melhor Poema” observará somente a qualidade da obra literária, assim como a escolha do “Melhor Declamador” e “Melhor Amadrinhador” levará em conta o desempenho individual.

Art. 34º - Os critérios de avaliação serão de responsabilidade da Comissão Avaliadora (julgadora). 

Art. 35º - A Comissão Avaliadora da 1ª TERTÚLIA DA POESIA, indicada pela Comissão Executiva, será composta por pessoas de reconhecida capacidade e conhecimento, sendo de 3 a 5 componentes. Suas decisões avaliativas, técnicas ou subjetivas, serão soberanas e irrecorríveis.

VI - DA PREMIAÇÃO E AJUDA DE CUSTO

Art. 36º - Cada um dos 12 (doze) poemas selecionados para participar da 1ª TERTÚLIA DA POESIA receberá uma premiação (ajuda de custo) no valor de R$ 800,00 (oitocentos reais), entregues logo após a apresentação do trabalho no palco, para o autor ou para o declamador, através de cheque nominal.

Art. 37º - Os autores receberão a quantidade de 10 (dez) CD para cada poema de sua autoria apresentado no palco da 1ª TERTÚLIA DA POESIA, a título de ressarcimento pelo custo da gravação.

Art. 38º - Os vencedores receberão a seguinte premiação: 
1º lugar  ................................... Troféu Antonio Augusto Ferreira + R$ 1.200,00 (mil e duzentos reais)
2º lugar .................................... Troféu Antonio Carlos Machado + R$ 800,00 (oitocentos reais)
3º lugar  ................................... Troféu Prado Veppo + R$ 500,00 (quinhentos reais)
Melhor Poema ........................ Troféu Jayme Caetano Braun + R$ 400,00 (quatrocentos reais)
2º lugar .................................... Troféu Chico Ribeiro + R$ 300,00 (trezentos reais)
3º lugar .................................... Troféu Joarez Fialho  + R$ 200,00 (duzentos reais)
Melhor Declamador(a) ............ Troféu Marco Aurélio Campos + R$ 400,00 (quatrocentos reais) 2º lugar .................................... Troféu Ladmir Candaten + R$ 300,00 (trezentos reais)
3º lugar .................................... Troféu Renê da Silva Nunes + R$ 200,00 (duzentos reais)
Melhor Amadrinhador(a) ........ Troféu Noel Guarany + R$ 400,00 (quatrocentos reais)
2º lugar .................................... Troféu Cenair Maycá + R$ 300,00 (trezentos reais)
3º lugar .................................... Troféu Chaloy Jara + R$ 200,00 (duzentos reais)

Art. 39º - Cada um dos avaliadores (jurados) receberá uma ajuda de custo no valor de R$ 800,00 (oitocentos reais).

VII - DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

Art. 40º - O regulamento e a ficha de inscrição poderão ser encontrados nos seguintes endereços: a) Casa de Cultura - Praça Saldanha Marinho, s/nº, Santa Maria, RS.
c) ou nos endereços virtuais: www.santamaria.rs.gov.br ou www.13rt.rs 

Art. 41º - A Comissão Executiva reserva-se o direito de excluir do evento qualquer participante que se portar em desacordo com os princípios éticos do gaúcho ou não respeitarem as disposições do presente regulamento.

Art. 42º - Os casos omissos neste regulamento serão resolvidos, soberanamente, pela Comissão Executiva da 1ª TERTÚLIA DA POESIA.

Santa Maria, 20 de agosto de 2014. 

Resumo do cronograma de datas para 2014:

a) Lançamento oficial: 02 de setembro
b)      Inscrições: 02 a 22 de setembro
c)       Triagem: 23 a 28 de setembro
d)      Aviso aos classificados: 29 de setembro
e)      Entrega da gravação: até 08 de outubro
f)        Entrega da regravação (se for o caso): até 16 de outubro
g)      Evento: 01 de novembro de 2014.

Comissão de Honra:
-  Cezar Augusto Schirmer - Prefeito Municipal de Santa Maria
-  Marília Chartune Teixeira - Secretária de Município da Cultura
-  Ildo Wagner - Coordenador da 13ª Região Tradicionalista
-  Francisco Miguel Scaramussa - Presidente do Galpão da Poesia Crioula
-  Valmir Bohmer - Patrão do CPF Piá do Sul

Comissão Executiva:
-  Carlinhos Lima - coordenador geral
-  Fabrício Vargas - coordenador
-  Paulo Ricardo Costa - coordenador
-  Dulce Cardoso - secretária
-  Valmir Bohmer - tesoureiro

Comissão Avaliadora:
-  Colmar Pereira Duarte - Uruguaiana
-  Pedro Junior da Fontoura - Bento Gonçalves
-  Claudio Silveira - Santana do Livramento
-  Cássia Machado - Ijuí - revisora/assistente

Homenageados:
-  Antonio Augusto Ferreira (in memorian)
-  Colmar Pereira Duarte

1ª TERTÚLIA DA POESIA

01 de novembro de 2014

Theatro Treze de Maio – Santa Maria, RS




TÍTULO DO POEMA: 
........................................................................................................................................................................

AUTOR(es): 
........................................................................................................................................................................
RG: ..........................................................................   CPF: ..........................................................................
FONE: ..................................................  E-MAIL: ..........................................................................................
ENDEREÇO/CIDADE/ESTADO: ...................................................................................................................
........................................................................................................................................................................

PROVÁVEL INTÉRPRETE: 
........................................................................................................................................................................
PROVÁVEL AMADRINHADOR: 
........................................................................................................................................................................

RESPONSÁVEL PELA INSCRIÇÃO (Autor ou Declamador ou Amadrinhador):
DECLARO ESTAR CIENTE E DE ACORDO COM O REGULAMENTO DA 1ª TERTÚLIA DA POESIA.
NOME: ...........................................................................................................................................................
DATA: ............/............/...................
ASSINATURA: .......................................................................................................

OBS.: A ajuda de custo será paga a um dos autores que se apresentar com a sua respectiva documentação, conforme consta na ficha de inscrição, ou, na ausência destes, ao(s) intérprete(s).


ANTONIO AUGUSTO FERREIRA

                                                                                                

Antonio Augusto Brum Ferreira nasceu em São Sepé, em 1935. Mudou-se na infância para a cidade de Passo Fundo, onde viveu até 1953, quando passou a residir em Porto Alegre. Através de concursos públicos, foi escrivão em Sananduva, Pelotas e Passo Fundo, antes de ser transferido, em 1973, para o Oficio do Registro de Imóveis de Santa Maria, onde viveu, por opção, até vir a falecer em 17 de março de 2008.
O gosto inato pela cultura sul-rio-grandense levou-o a participar, aos 16 anos de idade, da fundação do CTG Lalau Miranda, em Passo Fundo, e a freqüentar o 35 CTG, em Porto Alegre, na década de 50, época em que passou a publicar poemas de sua autoria sob o pseudônimo de "Tocaio Ferreira", em jornais como A Hora e Correio do Povo. Assim que chegou a Santa Maria, Antônio Augusto passou a fazer parte da Associação Tradicionalista Estância do Minuano, onde tem muitos amigos. 
Era bacharel em direito e integrante da Academia Rio-Grandense de Letras e da Academia Santa-Mariense de Letras.
É autor de livros de poesia como “Sol de Maio” e “Alma de Poço”, e do livro em prosa “Tio Bonifa e Seu Cachorro Piraju”, entre outras obras. É conhecido, também, por suas participações, como letrista, em muitos festivais de música nativista do Rio Grande do Sul. Um acervo de composições com letra de sua autoria encontra-se em dois CDs de produção independente, não-comercializável. O CD intitulado "A viagem do balde" traz uma seleção de poemas do autor, interpretados por diversos declamadores convidados, com destaque para a participação de Delcy José de Oliveira.
Iniciou-se no movimento musical nativista em 1980, quando, em parceria com seu sobrinho, o músico Éwerton Ferreira, conquistou a Calhandra de Ouro na 10ª Califómia da Canção Nativa de Uruguaiana, com a composição "Veterano" e obteve, ainda, a classificação de "Entardecer" e "Pago perdido". A partir daí foram muitas as letras de sua autoria premiadas nos festivais, sempre ao lado de excelentes músicos e intérpretes, podendo-se destacar:
-  "Contrabando", com música e interpretação de Luis Bastos e Mauro Ferreira - venceu a 2º Reculuta da
Canção Crioula de Guaíba;
-  "Descaminho", parceria com Éwerton Ferreira e apresentação de "Os Posteiros", sagrou-se a campeã das campeãs dos festivais realizados no interior do Estado, no ano de 1982;
-  "Sol de Maio" e "Como uma Taleira", letras musicadas, respectivamente, por Valdir Santana e Algacyr Costa, encontram-se no disco da 4ª Tertúlia Musical Nativista de Santa Maria;- são três as suas participações no disco da 6a Tertúlia: "Negro Bonifácio", com música de Mauro Ferreira e Luiz Bastos; "Visita", em parceria com Luiz Bastos; e "Renascimento", com Éwerton dos Anjos Ferreira;
-  a canção "Alma de poço", da parceria com Vinícius Brum, foi campeã em Restinga Seca e venceu o Eco dos Festivais, em Tramandaí, no ano de 1990;
-  em 1988, compôs em parceria com seu filho, Mauro Ferreira, a letra de "Flor de Campeira", que recebeu o Troféu da Linha Campeira da 18ª Califórnia de Uruguaiana;
-  no 40º Festival da Música Crioula de Santiago, em 1989, a composição "Calor de Brasas" conquistou o Prêmio de Melhor Letra;
-  em 2003, o poema "Campeiro", musicado por Juliano Jawoski, venceu a Escaramuça da Canção Gaudéria, da cidade de Triunfo;
-  novamente em parceria com o filho Mauro, a letra "A estátua do laçador", com melodia de Luiz Carlos Borges, conquistou a Calhandra de Ouro da edição de 2003 da Califórnia da Canção Gaúcha.
Antônio Augusto é participante assíduo e atuante no Festival da Barranca, congraçamento de artistas e intelectuais promovido anualmente por "Os Angüeras", em São Borja.
Vários poemas seus, levados por intérpretes exímios a concursos de poesia e declamação, conquistaram premiações. É o caso de "Sonho Criador" e "Retrato", na 3ª Chasqueada da Poesia Crioula, de Santana do Livramento; do poema "Meu Pai e Eu", na 2ª Sesmaria da Poesia Gaúcha, realizada em Osório; e "O combate de Rio Negro", no Festival do Galpão da Poesia Crioula e da Nativa FM, em Santa Maria. O poeta orgulhava-se de ser, há mais de uma década, membro da Associação Santa-Mariense de Letras, transformada em Academia, a mais atuante entidade do gênero, no interior do Estado.
A sua obra tem sido agraciada com diversas honrarias:
-  Mérito Literário concedido pela 4ª Sesmaria da Poesia Gaúcha de Osório, em 1999.
-  Mérito Literário atribuído pela Associação Santa-Mariense de Letras, em 2001.
-  No ano de 2002, recebeu o Troféu Negrinho do Pastoreio da Poesia Campeira, outorgado pela Associação Gaúcha dos Municípios, em convênio com a Secretaria de Cultura do Estado e com a Prefeitura Municipal de Porto Alegre.
-  Medalha Glaucus Saraiva, concedida pela Casa do Poeta de Porto Alegre, em junho de 2002.
-  Comenda Cultural Prado Veppo, conferida pela Câmara de Vereadores de Santa Maria, em agosto de 2002.
-  Patrono da 30ª Feira do Livro de Santa Maria, em maio de 2003.

Em 2004, foi eleito para integrar a Academia Rio-Grandense de Letras, ocupando a cadeira 28, que tem como patrono o João Belém e tinha como ocupante anterior o teatrólogo, jornalista e escritor Edmundo Cardoso.  Disse: - Eu sou muito novo, não tenho 70 anos ainda. Tenho muito o que aprender.
  Em 2006, na criação da ASL-Academia Santamariense de Letras, tornou-se ocupante da cadeira número 1, tendo Luiz Carlos Barbosa Lessa como patrono. Disse: - Tive de renunciar à poesia como uma alcoólatra renuncia à bebida. Estava viciado em poesia. Parei para me dedicar à vida. Casei, tive quatro filhos e estudei. Depois voltei.

COLMAR PEREIRA DUARTE



Filho de Luiz Duarte Júnior e de Alice Pereira Duarte, nasceu em 21 de maio de 1932, no interior do município de Uruguaiana, nos arredores do Touro Passo, rio que corre em sua aldeia, fez desse lugar o centro do seu universo, sua querência e razão de ser de seu ofício de versejar. Mais de setenta anos de vivência campeira nesse pedaço de terra, onde criou mais histórias que vacas e ovelhas; onde aprendeu a batalhar pelo reconhecimento e pelo respeito à cultura popular gaúcha. 
Por esse motivo, em 1971, quando ser gaúcho não era credencial alguma e o governo federal, em poder dos militares, empenhava-se na implantação de um processo de inovação conservadora e de centralização da política e da economia, na montagem de redes de estradas,  de telefonia e de comunicação de massa, no controle das forças militares estaduais pelo exército e na nomeação de interventores para governo dos Estados, idealizou e criou a Califórnia da Canção Nativa do Rio Grande do Sul, abrindo um palco para o nascimento de um movimento cultural independente, hoje reconhecido por lei estadual como Patrimônio Cultural dos Gaúchos.  
Poeta, escritor, compositor; tem trabalhos publicados e outros inéditos, na área de pesquisa, ensaio, teatro, romance, conto, poesia, dança, desenho e folclore, com incursões no rádio e no cinema.
Tem doze (12) livros editados: Sesmaria dos Ventos- poesia (1979), Cancha Reta -narrativa em verso (1986), Cardo -poesia (1993), Tempo de Viver-poesia (2000), Califórnia da Canção Nativa - Marco de Mudanças na Cultura Gaúcha -ensaio (2001), este, em co-autoria com José Edil de Lima Alves, Romanceiro da Salamanca -poesia (2002), O Jardineiro Cego & Mamboretá -poesia (2004),O Correntino e Outros Causos-contos (2006),  Centauros de taquara-novela (2007), Corações de arameromance(2008),Água de Sanga-poesia(2009) e Frutas Amargas-romance(2012)
Também com o título “Tempo de Viver”, no ano 2000, lançou um CD com 14 poemas de sua autoria declamados por Pedro Júnior da Fontoura.
É autor de obras para balé, criadas especialmente para o Balet Brandsen, de Buenos Aires (Argentina), como Curuzu Gil e Garibaldi e Anita, e de uma transposição para balé da Lenda da Salamanca do Jarau, apresentada em Cosquin - república Argentina - em 1976, como convidada especial da Noite de Integração Americana. Esta obra, em 1974, foi apresentada na Califórnia da Canção Nativa, em Uruguaiana, e em breve temporada em Santa Maria, e no Teatro Leopoldina, em Porto Alegre. O balé da Salamanca do Jarau é considerado a primeira co-produção brasileiro-argentina para teatro.
Também no teatro foi premiado com a peça denominada Fogões do Rio Grande, apresentada na Primeira Festa Nacional de Lã.
É autor de várias letras de canções gravadas e de outras tantas inéditas. É um dos fundadores do Grupo de Arte Nativa “Marupiaras”, que obteve vários prêmios na Primeira CALIFÓRNIA DA CANÇÃO NATIVA, inclusive a Calhandra de Ouro, como vencedor do festival.
Foi Patrão (presidente) do Centro de Tradições Gaúchas Sinuelo do Pago, do qual é Sócio Benemérito.
Presidiu o Conselho de Cultura, foi Coordenador de Cultura e Diretor do Centro Cultural de Uruguaiana.
É membro do Instituto Histórico e Geográfico desse município.
É membro do Conselho da Califórnia da Canção Nativa do Rio Grande do Sul.
Possui diversos trabalhos de pesquisa sobre temas gaúchos, muitos já publicados em jornais e revistas, outros ainda inéditos.
Organizou o Museu Crioulo do Centro Cultural de Uruguaiana. 
Acrescentou ao patrimônio do CTG Sinuelo do Pago, o acervo do “Museu do Piá” - único em seu gênero - que recebera de Glaucus Saraiva.
Na década de 80, foi um dos dez autores gaúchos, escolhidos pela Fundação Padre Landel de Moura (Feplam) para participar do projeto denominado “Os Imortais do Rio Grande”.
É o idealizador e um dos criadores da Califórnia da Canção Nativa do Rio Grande do Sul. São de sua autoria o projeto, o primeiro regulamento, a criação das Linhas, o nome e o troféu-símbolo - A Calhandra de Ouro.
É membro da Comissão Bi-nacional pelo Meio Ambiente - Uruguaiana/Paso de los Libres.
É um dos fundadores da Associação de Escritores Sem Fronteiras, que reúne literatos da Argentina, do Uruguai e do Brasil, no interesse de uma efetiva integração cultural. 
É ttular da cadeira nº 40 da Academia Rio-Grandense de Letras.
Pertence à Academia Uruguaianense de Letras.

Entre os Prêmios recebidos encontram-se:

1970 - Primeiro Prêmio de Folclore - Associação Literária - Uruguaiana
1970 - Primeiro Prêmio em Música - Concurso Estadual - Santa Maria
1970 - Primeiro Prêmio de Fotografia - Concurso Estadual - Santa Maria
1971 - Calhandra de Ouro - Primeira Califórnia -  Uruguaiana
1980 - Primeiro Prêmio de Poesia - Academia de Letras - Uruguaiana
1983 -Trofeu Chasque de Ouro da Poesia - Livramento
1991 - Clave de Ouro - Personalidade do Nativismo da Década de 80 - Porto Alegre
1992 - Primeiro Prêmio - Troféu Bento Gonçalves - Triunfo
1995 - Medalha de Ouro do Município - Uruguaiana
1999 - Primeiro Prêmio da “Sesmaria da Poesia Gaúcha“ - Osório
2000 - Troféu “Líderes e Vencedores - Expressão Cultural” - Federasul e Assembléia Legislativa- Porto Alegre.
2002 - Primeiro Prêmio da “Carreteada da Poesia” de São Valentim - Santa Maria
2003 - Primeiro prêmio do “Seival da Poesia Gaúcha” - São Lourenço do Sul
2003 - Medalha de Mérito Literário - “Aureliano de Figueiredo Pinto” - oferecida pela Ass. dos Pajadores e Declamadores Gaúchos - Porto Alegre
2003 - Poeta Homenageado, na “Sesmaria da Poesia Gaúcha” - Osório.
2004 -Troféu Cultura Gaúcha - 50 anos  - instituído pelo Governo do Estado - Porto Alegre
2005 - Título de “Conselheiro Honorário” do Movimento Tradicionalista Gaúcho - Porto Alegre
2005 - Troféu Guri - Instituído pela Rádio Gaúcha RBS - Porto Alegre
2005  - Troféu Negrinho do Pastoreio - Associação Gaúcha Municipalista e Assembléia Legislativa - Porto
Alegre
2006  - Presidente de Honra do II Encontro Literário Internacional do MERCOSUL Realizado pelo Instituto Literário e Cultural Hispânico - Uruguaiana - Paso de los Libres 
2006 - Poeta homenageado do Corredor de Canto e Poesia - Associação Cultural Nativista - Lages - Santa Catarina
2008 - Escritor homenageado pela XVIII Feira do Livro Caçapava do Sul
2008 - Poeta Homenageado no Pealo da Poesia Gaúcha - Alegrete
2008 - Homenageado pela RBS com o Troféu “Um Homem à Frente de Seu Tempo”
2009 - Medalha do Mérito Cultural Oscar Bertholdo - Bento Gonçalves
2011 - Patrono da Feira do Livro - Bento Gonçalves